Notícias

Comunicado de Imprensa / 28 Jan 2019

Hovione investe no Seixal

A Hovione investe na compra de um terreno industrial na Baía do Tejo com vista à instalação de uma nova unidade.

A empresa de química-farmacêutica portuguesa investe na compra de um terreno industrial na Baía do Tejo com vista à instalação de uma nova unidade que pode vir a criar centenas de empregos na margem Sul.


Lisboa, 28 de janeiro de 2019. A Hovione, multinacional portuguesa na área da química-farmacêutica, anunciou hoje a compra de um terreno de 40ha no concelho do Seixal para dar continuidade à expansão da sua atividade industrial em Portugal.

Na apresentação estiveram presentes Manuel Heitor, Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Joaquim Santos, presidente da Câmara Municipal do Seixal e Guy Villax, CEO da Hovione.

A capacidade industrial prevista, uma vez construída, vai aumentar a oferta de emprego qualificado na região, tendo um forte impacto na comunidade, com efeito duradouro que se verificará também ao nível das escolas locais e da formação e qualificação da população, com quem queremos ter relações próximas para a inclusão de competências específicas nos currículos escolares.

Nesta nova unidade serão produzidos produtos farmacêuticos para os mercados dos EUA, Europa e Japão. Os processos de fabrico estão a ser desenvolvidos nos centros de investigação da empresa no Lumiar e em Princeton, New Jersey.

No ano em que celebra 60 anos, a Hovione consolida a sua presença no país, com mais investimento na inovação, na qualificação e no emprego de qualidade, gerando riqueza para a comunidade e para o país. A empresa conta já com fábricas em Loures, mas também na Irlanda, nos Estados Unidos e em Macau. O investimento no Seixal é a expressão da expansão da Hovione que exporta para os mercados mais regulados do mundo.

“Estamos a investir num dos mais jovens concelhos de Portugal, numa zona onde a indústria tem tradições enraizadas e é parte da história do nosso país. A expetativa é fazer crescer no Seixal, ao longo das próximas décadas, um polo de desenvolvimento assente no conhecimento a exportar para o mundo novos medicamentos que melhoram a saúde de milhões de pessoas. O que queremos construir aqui é para o século XXI aquilo que as fábricas que criaram a Margem Sul foram para o século XX – uma atividade económica assente na inovação, competitiva, aberta ao Mundo, que qualifique os jovens, atraia e fixe as pessoas, e crie riqueza. A missão da Hovione é clara: criar soluções e colaborar no desenvolvimento dos melhores medicamentos, promovendo a saúde e a vida. Essa é também a missão do que vamos erguer aqui. Fico feliz por encontrar na Camara Municipal do Seixal ideias coincidentes”, diz Guy Villax, CEO da Hovione.



Sobre a Hovione
Fundada em 1959, a multinacional Hovione tem hoje laboratórios e fábricas em Portugal, na Irlanda, em Macau e nos Estados Unidos da América. A Hovione investiga e desenvolve novos processos químicos e produz princípios ativos para a indústria farmacêutica mundial. Com sede em Loures, a empresa emprega 1600 pessoas em todo o mundo, das quais cerca de 1100 em Portugal. A Hovione é o maior empregador privado de doutorados em Portugal (68) e tem presentemente oito programas de doutoramento e oito de mestrado a decorrer na Empresa. A sua atividade de investigação e desenvolvimento em Portugal emprega 220 técnicos e cientistas.


Saiba mais em www.hovione.com

Também em Notícias

Notícias / 29 Out 2018

Hovione MAIS

Metodologia de Avaliação do Impacto Social