Notícias

Artigo de Imprensa / 26 Set 2018

Carta aberta à presidente do Infarmed

Observador, 26 Setembro 2018

Portugal é o 15º país da União Europeia, e o 29º do mundo, cuja agência do medicamento foi reconhecida pela sua contraparte norte-americana como tendo demonstrado integridade e competência.
 


Escrevo para felicitar a Instituição que V. Exa. dirige pelo reconhecimento das autoridades americanas, comunicado no passado dia 14 deste mês. Portugal é o 15º país da União Europeia, e o 29º do mundo, cuja agência do medicamento foi reconhecida pela sua contraparte americana como tendo demonstrado integridade e competência para que os seus relatórios de inspeção sejam considerados equivalentes aos das suas próprias ações de supervisão.

Somos das indústrias mais globalizadas, a nossa cadeia de fornecimento é das mais fragmentadas e internacional, pelo que uma supervisão robusta efetuada por um regulador forte é um imperativo desejado pelas melhores empresas. O risco de um medicamento mal feito é inaceitável, e qualquer vácuo de supervisão é rapidamente preenchido por medicamentos falsificados. O regulador é chave na definição da qualidade mínima e é o garante da concorrência leal.

O reconhecimento americano é o culminar de mais de dez anos de árduo trabalho das equipas do Infarmed, dos seus presidentes, da Direcção e coordenação da Agência Europeia do Medicamento e de muitas inspeções conjuntas realizadas pelos nossos inspetores com os dos restantes Estados Membros e dos EUA.  Poucos em Portugal sabem, e menos reconhecem, o esforço necessário a nível de aumento de competências técnicas e de mudança de cultura na sua organização para conseguir alinhamento Europeu e reconhecimento pelo Food and Drug Administration (FDA).

Administrador Delegado Hovione




Leia a notícia no website do Observador.

Também em Notícias

Notícias / 29 Out 2018

Hovione MAIS

Metodologia de Avaliação do Impacto Social